Yasunari Kawabata

O País das Neves

004Pensei um bom tempo antes de vir até aqui e escrever essa humilde opinião para vocês, já que não é uma tarefa nada fácil falar sobre um dos autores que mais admiro no mundo literário, ainda mais com um livro que ganhou o Prêmio Nobel de 1968. – e no qual eu não morro de amores! –
Devo avisar de antemão que o livro não é ruim, e logo mais explico o porquê da minha classificação para ele.

Mas vamos com calma que a prosa vai longe. Primeiro: quem foi Yasunari Kawabata e como se deu meu amor por esse autor tão pouco conhecido aqui no Brasil?

Meados de 2009 ou 2010 eu conheci uma descendente de japoneses, que assim como eu, é apaixonada pela cultura, arte, língua, animação e – também – pela Literatura Japonesa. Até então o máximo que eu tinha contato com essa literatura era algo bem esparso, textos aqui e acolá e outras obras que meu irmão já vinha adquirindo (como Musashi, por exemplo). Eis então que surge, em uma conversa sobre literatura, o nome de Kawabata. Eu não fazia idéia de quem era e muito menos tinha a noção do quanto esse autor afetaria a minha vida de leitor! Mas voltando ao assunto, pedi indicações e ela veio com uma grata lista de obras. Foi aí então que eu li “A Dançarina de Izu”, no qual pretendo tecer minhas opiniões mais para frente – assim como opinar sobre todas as obras dele lançadas aqui no Brasil -, e minha vida mudou!  (mais…)