Manhã do Brasil

Manhã do BrasilO Moreno e a Morena, Jazz, muito Jazz! Narrador e a História; O Passado e o Futuro Mesclados com o Presente. E eu ali no meio me deliciando a cada nova página virada com a linda linguagem poética do Luis Alberto Brandão.

Manhã do Brasil me trouxe aquela típica sensação do retrô, do velho e do robusto, aquela sensação que surge quando visitamos uma casinha antiga, feita de barro ou de palha onde a mais simples família vive. Uma sensação tão boa que me fez sorver o livro rapidamente.

De início, um desafio: “Este livro é dedicado a Luiz Bonfá. Sugere-se que seja lido ao som de sua música, especialmente “Manhã de Carnaval”, executada pelo violão de Bonfá e o flugelhorn de Márcio Montarroyos no Disco The Bonfá Magic.”

Luis Bonfá? Márcio Montarroyos? Quem? Espera! Fiquei perdido! Vou ali no santo do Google me informar sobre essas duas figuras de quem eu nunca ouvi falar na vida! – Depois eu descubro a importância de Bonfá e Márcio na Música Brasileira e morro de vergonha de nunca ter ouvido sequer uma musiquinha deles – Tendo ouvido o tal do Bonfá eu vou atrás do tal Márcio. Parei pra ouvir seu Cd “Magic Moment” e não larguei mais. Realmente foi um Momento Mágico e ele continuou ressoando em meus ouvidos durante toda a leitura do livro! (Para ver como não sou um bom leitor e não sigo a risca o que o autor pede.) 

Luis Alberto Brandão consegue brincar com as palavras, ele nos demonstra a vida do Moreno e da Morena de uma forma muito delicada e muito inocente. Ele não descreve cenas de coito ou algo do gênero, longe disso! São cenas em que o olhar e o toque de mãos falam muito mais de cada personagem que acabam de se encontrar em uma escada. Ele sabe muito bem o que faz e inclusive nos introduz dentro daquela história, há certos momentos em que nós somos a personagem e que as personagens são o narrador.

Não me lembro de nenhum livro onde isso de fato aconteceu, onde me senti naquela posição de personagem e incapaz de realizar meus próprios atos. É um livro leve, de fácil compreensão e de longa análise. Foi muito gostoso o ler em uma tarde chuvosa ao som de Márcio Montarroyos. Desafio inédito para mim, que jamais havia conseguido ler um livro escutando música. Um ponto para o Brandão.

“Não sabemos como, mas é certo que, quando os campos de visão se cruzam, o olho se torna olhar, imã que faz os corpos pararem e ao mesmo tempo os impulsiona com toda força.”

Informações úteis:

  • Nota : 
  • Onde Achar: Livraria Cultura, Saraiva.
  • Título: Manhã do Brasil
  • Autor: Luis Alberto Brandão
  • Editora: Scipione
  • N° de Páginas: 179
  • ISBN: 9788526278523
Anúncios

4 comments

  1. Parece ser daqueles que você sonha depois com os personagens da maneira como tu descreveu a obra. AGORA SIM INDICAÇÃO ~~eu~~ peguei um vicio safado de só ler com música independente do livro, ás vezes falta concentração quando fico sem música .-.

    Abs 😀

    1. Sim, finalmente uma indicação. sz MWuahahahahaa.
      Eu normalmente me isolo para ler, não curto sons externos e afins. Então fico no quarto com a gata deitada na minha cama/perna e lendo.

      Abraços. x)

  2. Oi, Jön
    Sou o autor do Manhã do Brasil e gostei – imensamente – de ler suas palavras sobre o livro.
    Um grande abraço,
    Luis Alberto.

    1. Que muito gostoso ter um comentário diretamente do autor da obra!
      Fico contente que tenha gostado imensamente. sz

      Abraço!
      Jön

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s